quinta-feira, 23 de abril de 2015

Célia, tira o pirulito

A TV Record Belém é tão boa de slogan quanto o é de jornalismo. Aliás, de originalidade não tem nada, afinal sua programação jornalística é tudo um "cola e copia" da fórmula já desgastada da matriz paulista, cujo mentor é o biografista oficial do "bispo" Edir Macedo, Douglas Tavolaro.

O mais novo slogan da filial paraense é Aberta para o Novo. Imagino que novidade nesse caso foi a ressurreição da ex-apresentadora e ex-diretora do "veterano" Barra Pesada, da RBA, esse, sim, novidade na época em que nosso jornalismo local começou a mergulhar nessa onda podre de sensacionalismo-populista-justiceiro-carniceiro, que muito deve à nova contratada da Record.

Mas o que mudou de lá para cá é que a Protetora da Comunidade, apelido de Célia Pinho na nova casa, além de não contar mais com o charme e a performance que contava na época do Chicote da Comunidade, tem parecido bastante ridícula diante da tela, com uma dicção (não sei se é de propósito) muito estranha que até parece que está com um pirulito na boca durante as "reportagens-denúncias".

Portanto, sem aprofundar-me nos méritos do "jornalismo verdade" praticado pela colega, apenas deixo aqui o conselho, a título de estética: Célia, tira o pirulito da boca, tira!

Nenhum comentário:

Postar um comentário