sexta-feira, 24 de abril de 2015

Rapidinhas do Dia...


Na real
A cada dia que passa as novelas da Globo aproximam-se um pouco mais da realidade. Antigamente, para sair como uma profissional do sexo, um personagem figurão não desembolsava menos que R$ 10 mil. É quanto recebia por saída a personagem Capitu vivida pela Geovana Antonelli, não sei lá em qual novela. Depois, baixou pra 900; agora tá rolando por 500. Daqui a pouco as acompanhantes das novelas tão indo fazer ploc lá no Vintão, visitado algumas vezes pela Bruna Surfistinha.

Michê
E por falar em novela da Globo, é hilário ver o personagem do Bruno Gagliasso ir apaixonando-se aos pouco (se é que é verdade) pela mocinha da novela. Só nos confirma aquela velha máxima de Tim Maia “Este país não pode dar certo. Aqui prostituta se apaixona, cafetão tem ciúme, traficante se vicia e pobre é de direita”.

Quer que eu desenhe?
Essa aqui foi retirada do Portal ORM News de hoje, como exemplo de manchete, ou escrita às pressas, ou sintoma de falta de criatividade, ou os dois, ou coisa pior, "ou não", como diria Caetano. "Atacante Rony e empresário explicam saída para o Cruzeiro (MG)". Ainda precisa ler o texto? Não precisava nem ler a manchete, né?

Gordo do Aurá

Após passar tanto tempo sem internet, só agora fui checar a informação de que o vereador de Ananindeua, Gordo do Aurá, faz parte da Comissão de Segurança e Prevenção ao Tráfico de Entorpecentes e Drogas Afins... E não é que é verdade mesmo?! Tá tudo AQUI. Ei, e disque o Wladimir Costa também é membro do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, lá em Brasília?! Realmente o Pará está compatível com o padrão nacional, em se tratando de bom aproveitamento dos resíduos políticos.

Fui... se der eu volto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário