quarta-feira, 8 de julho de 2015

A mídia e a falta d'água em Belém

Teatrinho bacana ainda há pouco entre a equipe da TV Liberal e o presidente da Cosanpa, por ocasião de uma reportagem sobre a falta de água em parte da capital. Enquanto a apresentadora Priscilla Castro "dava um aperto" no cara, o repórter Guilherme Mendes, na externa, fechava a matéria mostrando ao entrevistado que tava tudo em casa, numa postura visivelmente oposta à da âncora do JL1. Faltou só o tapinha nas costas. Nem sei por que ouviram o diretor do Sindicato dos Urbanitários, que denunciou a suposta tentativa de privatização do órgão, denúncia, aliás, que nem foi encaminhada ao outro entrevistado. O "padrão global" foi novamente pras cucuias.

Por isso que é sempre bom desconfiar do comportamento desses grupos de comunicação locais; afinal ambos servem a dois grupos; um, ao PMDB/Jader/PT; o outro, ao tucanato local. É bom sempre filtrar as informações; às vezes o filtro fica pretinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário